Portal de Eventos do IFRS, SICIT (2017)

Tamanho da fonte: 
Gênero e Livros Didáticos: a representação do feminino nos livros de História utilizados no IFRS
Paula Eduarda da Costa, Leticia Ferreira

Última alteração: 30-10-2017

Resumo


O presente trabalho busca analisar, de maneira crítica, a representação do feminino nos livros didáticos de história utilizados no IFRS. As questões de gênero representam, atualmente, um campo de debate muito amplo, que pode gerar os mais diversos estudos dentro da sociedade contemporânea. Compreender como o feminino é apresentado e tratado nos meios de comunicação é essencial para entender graves problemas que assolam a sociedade, como a desigualdade salarial, a repressão social, a violência contra a mulher, etc. Além disso, as questões de gênero também estão relacionadas com outros temas pertinentes, como homofobia e transfobia. Os livros didáticos são, atualmente, um dos principais instrumentos pelo qual o conhecimento é transmitido, servindo como um potente influenciador de ideias. A escola é fundamental para a formação do senso crítico de cada indivíduo e o livro didático é parte ativa da estrutura das escolas. Dessa forma, fazendo uma análise conjunta dos dois conceitos é possível entender como o feminino é passado para os estudantes e como isso influência sua formação acadêmica e pessoal. Esse trabalho busca evidenciar quais os temas mais comumente relacionados ao feminino nos livros didáticos de história, qual o espaço designado para tais questões, bem como as fontes iconográficas que apresentam as mulheres. Para sua realização foram utilizados como objeto de estudo os livros didáticos de história utilizados no período de 2015 a 2017 no IFRS, distribuídos pelo PNLD, pertencentes à coleção “Ser Protagonista”, obra coletiva editada pela SM. Foi feita uma leitura detalhada dos três livros (1º ano, 2º ano e 3º ano de ensino médio), identificando em qual sessão dos livros as representações do feminino apareciam, quais os principais temas abordados e de que maneira foram abordados. É possível afirmar a partir dessa pesquisa que, geralmente, o feminino não aparece nos textos principais, mas sim nos quadros de conteúdos extras ou nas seções especiais. Além disso, pode-se perceber que os textos não são tão específicos quanto a grandes feitos das mulheres, mas abordam temas mais genéricos, ainda que de grande importância, como a temática do voto feminino e o feminino e o mundo do trabalho. De maneira geral, os livros analisados podem receber uma avaliação positiva quanto à representação do feminino e sua vinculação com as questões de gênero.


Palavras-chave


Gênero; Feminino; Livros didáticos; Ensino de história

Texto completo: PDF