Portal de Eventos do IFRS, SICIT (2016)

Tamanho da fonte: 
Uma abordagem ética da economia: o utilitarismo clássico de Bentham e Mill
Cláudia Tatiane Dumerqui Kuczkowski, Franco Nero Antunes Soares

Última alteração: 31-07-2017

Resumo


O principal objetivo dessa pesquisa é compreender até que ponto o projeto presente no utilitarismo clássico de Bentham e Mill pode ser considerado o fundamento moral da teoria econômica do capitalismo contemporâneo. Para isso, buscou-se identificar as características centrais tanto do utilitarismo de Bentham quanto do de Mill. A partir da identificação dessas características, procurou-se reconhecer as diferenças e semelhanças entre tais pensadores. As principais conclusões foram que Bentham e Mill são defensores do princípio da utilidade, que ambos sustentam um hedonismo moral, porém divergem principalmente na concepção e na classificação do que são dores e prazeres. Uma das principais consequências dessa divergência é que, para Bentham, o próprio indivíduo é o critério da classificação dos prazeres, enquanto para Mill, essa distinção fica a cargo do que ele chama de juízes competentes. Essa pesquisa se justifica, entre outras coisas, por investigar os fundamentos éticos de uma das mais influentes teorias morais contemporâneas.

Palavras-chave


Utilitarismo; Bentham; Mill; Hedonismo; Felicidade.

Texto completo: PDF