Portal de Eventos do IFRS, SICIT (2016)

Tamanho da fonte: 
Uso de isolados de bactérias endofíticas como agentes de biocontrole da doença pé-preto em videira
Bruna Alana Haupt Pacini, Lucas Boaretto Comachio, Júlio César Tonello, Marcus André Kurtz Almança

Última alteração: 31-07-2017

Resumo


A doença do Pé-preto ataca videiras jovens pelo seu sistema radicular, e tem como 1agentes causais fungos do gênero Cylindrocarpon spp. Pesquisas apontam diversas bactérias endofíticas como agentes de biocontrole. O objetivo do trabalho foi realizar o teste de antagonismo in vitro entre um isolado de Cylindrocarpon spp. e bactérias endofíticas. Os diferentes isolados de bactérias foram identificados de 1 a 30. O teste foi realizado utilizando-se placas de Petri contendo meio de cultura BDA. Inoculou-se um fragmento de 5mm com micélio do fungo no centro da placa e duas estrias de bactérias a 2 cm das bordas. Como controle foi colocado apenas o fungo. Todos os tratamentos tiveram 5 repetições. As médias do crescimento micelial foram comparadas por teste de Tukey 5%, através do programa estatístico SPSS. Do total de tratamentos, as bactérias 1, 3, 20, 27 e 30 diminuíram o crescimento micelial de Cylindrocarpon spp., diferindo-se estatisticamente da testemunha. Baseado nisso, conclui-se que isolados de bactérias endofiticas apresentam potencial uso como biocontrole do Pé-preto.

Palavras-chave


Antagonismo; Crescimento micelial; Controle biológico.

Texto completo: PDF