Portal de Eventos do IFRS, SICIT (2016)

Tamanho da fonte: 
Diferentes atrativos alimentares para captura de Drosophila suzukii (Matsumura, 1931) (Diptera, Drosophilidae) na cultura do pessegueiro
Alex Bortoncello, Marcos Botton, Regina da Silva Borba

Última alteração: 02-08-2017

Resumo


O Rio Grande do Sul é líder na produção de frutas de clima temperado, sendo que a Encosta Superior do Nordeste do estado é a principal região produtora de pêssego para mesa. Recentemente, foi encontrada no RS uma praga quarentenária, a Drosophila suzukii, praga polífaga, de reduzido tamanho corporal, e que coloca seus ovos em frutos sadios e intactos. Sendo assim, o objetivo do trabalho foi avaliar diferentes atrativos para captura de adultos de D. suzukii na cultura do pessegueiro. O monitoramento está sendo realizado na cidade de Cotiporã, RS, em uma área com pomar de pessegueiros, da cultivar Premier (0,5 hectare), desde a formação dos frutos e se estenderá até a colheita. Para a realização do monitoramento de D. suzukii, foram instaladas armadilhas “caça-mosca” na área, e os atrativos alimentares utilizados foram: Suzuki Trap®, vinagre de maçã puro e uma mistura de fermento biológico, açúcar e água. Os exemplares de D. suzukii coletados foram levados para o Laboratório de Entomologia do IFRS-BG, onde foram identificados e os demais insetos foram separados por ordem. Os dados iniciais mostram que Suzuki Trap® foi o atrativo mais eficiente para a captura de D. suzukii, bem como, o mais seletivo.


Palavras-chave


Monitoramento; Mosca-da-asa-manchada; Mosca-da-cereja

Texto completo: PDF