Portal de Eventos do IFRS, MTC - Mostra Técnico-Científica 2019 IFRS - Campus Bento Gonçalves

Tamanho da fonte: 
Tradução do artigo neutro ‘lo’ na obra El coronel no tiene quien le escriba, de Gabriel García Márquez: análise comparativa entre dois tradutores
Samuel Gebing, Kleber Eckert

Última alteração: 11-02-2020

Resumo


O tema deste trabalho é, em sentido amplo, o artigo neutro ‘lo’ da língua espanhola, abordado numa perspectiva contrastiva com a língua portuguesa. O estudo faz parte de um projeto de pesquisa intitulado “O artigo neutro ‘lo’ da língua espanhola: tradução em obras literárias hispano-americanas”, desenvolvido no campus Bento Gonçalves do IFRS. Trata-se de analisar as ocorrências desse artigo na obra El coronel no tiene quien le escriba, de Gabriel García Márquez; de verificar como ele foi traduzido para o português, já que nesta língua existem, em tese, apenas artigos masculinos e femininos; e de contrastar duas traduções diferentes, realizadas por Barreiros em 1972 e por Rodrigues em 2018. Como fundamentação teórica, utilizou-se a Análise Contrastiva, cuja abordagem contrasta duas ou mais línguas em algum aspecto estrutural, principalmente suas semelhanças e diferenças. A pesquisa justifica-se, primeiramente, por aproximar diferentes áreas de estudos da linguagem, como Literatura, Linguística Contrastiva e Tradução. Depois, pelo ineditismo da abordagem, pois não se localizou, até onde foi possível saber, nenhum trabalho ou publicação que enfocasse o artigo neutro ‘lo’ na perspectiva aqui apresentada. Os objetivos do trabalho são: analisar as formas de tradução do artigo neutro 'lo' para a língua portuguesa; avaliar as técnicas tradutórias empregadas; compreender todas as nuances semânticas que o artigo neutro 'lo' comporta; avaliar a manutenção ou a mudança de sentido do artigo neutro no processo de tradução; comparar as semelhanças e diferenças em dois tradutores diferentes. Para alcançar os objetivos propostos, seguiu-se esta metodologia: leitura atenta da obra literária e das respectivas traduções, com destaque para a ocorrência do artigo neutro ‘lo’; elaboração de tabelas contrastivas a partir das obras traduzidas para o português; separação das ocorrências do artigo neutro de acordo com a classe gramatical da palavra que o sucede; análise das técnicas tradutórias empregadas pelos tradutores; elaboração de tabelas contrastivas para verificar semelhanças e diferenças da tradução dos dois tradutores. Sobre os resultados, foram analisados 44 casos de uso do neutro ‘lo’, com predomínio do artigo neutro seguido por pronome relativo e por adjetivo. Em menor quantidade, seguido por advérbio. Acerca das traduções, percebeu-se que os tradutores recorrem, na maioria dos casos, a formas neutras ou genéricas existentes também em português, como os pronomes demonstrativos, por exemplo. Além disso, em algumas situações, observou-se que o neutro ‘lo’ é traduzido para ‘o’, o que, aparentemente, configura-se como um artigo masculino. Contudo, numa análise mais pormenorizada, nota-se que existe, também em português, uma forma ‘o’ que não é masculina e que pode ser, portanto, considerada uma forma neutra. Comparando as traduções, identificou-se que a maioria das convergências são com ‘o’ e que, em quase metade dos casos, houve divergências na tradução. Isso reforça que a forma ‘o’ da língua portuguesa seria um equivalente para o artigo neutro do espanhol. Por fim, é possível afirmar que não é tarefa fácil traduzir uma construção sintática para uma língua que, nem sempre, apresenta uma forma equivalente para expressar o que se disse na língua de origem.

Texto completo: PDF