Portal de Eventos do IFRS, MTC - Mostra Técnico-Científica 2019 IFRS - Campus Bento Gonçalves

Tamanho da fonte: 
O que as mulheres pensam sobre o feminismo?
Ingrid Cacciamani, Michele Mafessoni de Almeida

Última alteração: 11-02-2020

Resumo


  1. O presente trabalho busca compreender como mulheres de diferentes faixa etárias entendem a importância do movimento feminista. De modo que ao longo de muitas décadas, a mulher foi subordinada em relação ao homem, como resultado de uma construção social, a naturalização de um fenômeno histórico, ancorada na biologia e na opressão por parte do patriarcado, foi muito bem estruturada desde os primórdios de nossa história. Nesse contexto, o feminismo surge como uma das possibilidades de defesa e ampliação de direitos, em virtude de uma luta pela construção de uma sociedade com menos preconceitos e discriminações de gênero. Esse movimento procura uma nova forma de relacionamento, uma vez que se altere a percepção e o espaço social ocupado pelas mulheres para que elas sejam as protagonistas de suas histórias. É preciso entender, no entanto, como elas interpretam essas conquistas e lutas defendidas pelo movimento para poder compreender se as pautas feministas chegam a essas mulheres e influenciam consciente ou inconscientemente sua vida diária. Em decorrência desses fatores, o trabalho além do propósito principal também tem como objetivo identificar quais conhecimentos as mulheres possuem sobre o feminismo e mapear as diferentes concepções de acordo com sua idade e escolaridade. Nesse sentido, a metodologia usada consiste na coleta de entrevistas de 10 mulheres entre 18 a 55 anos. As perguntas buscam englobar, em um aspecto geral, os principais conhecimentos das entrevistadas em relação ao movimento feminista. Após isso, é realizada a categorização das informações adquiridas, de acordo com grau de escolaridade e idade das conversadas, para analisar se há alguma relação entre suas percepções e os critérios citados anteriormente. Os resultados parciais apontam que, apesar de uma grande disparidade no grau de escolaridade e uma diferença de 19 anos entre uma idade e outra das mulheres, elas consideram o feminismo importante, apesar de não conhecerem a sua história mas entenderem os avanços que o movimento trouxe para suas vidas. Apesar da maioria das entrevistas considerarem o feminismo importante, uma delas alegou, no entanto, que o movimento é parcialmente importante e esse tão almejado equilíbrio entre gêneros está longe de ocorrer. Ainda assim as mulheres demonstraram o desejo do movimento feminista continuar a se fazer presente em nossa sociedade. Com base nessa análise preliminar, pode-se concluir que independente dos fatores que foram avaliados, como grau de escolaridade e faixa etária, as entrevistadas têm o conhecimento do principal objetivo do movimento feminista que é a igualdade de gêneros e concordam que a luta pelos direitos femininos são essenciais para o fim das desigualdades.


Texto completo: PDF