Portal de Eventos do IFRS, MTC - Mostra Técnico-Científica 2019 IFRS - Campus Bento Gonçalves

Tamanho da fonte: 
Adubação nitrogenada em videiras Chardonnay em um Cambissolo da Serra Gaúcha
Bruna Trevizan Paese, Jorge Junior Mariani, Julia Stephanie Bianchini Scheibe, Rodrigo Vieira Luciano, Diovane Freire Moterle

Última alteração: 30-01-2020

Resumo


O Manual de Calagem e Adubação dos Estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina (CQFS 2016) sofre críticas devido à existência de poucos experimentos na Serra Gaúcha de calibração de adubação nitrogenada. Os experimentos com adubação nitrogenada no Brasil são em sua maioria realizadas com uvas do tipo americanas, sendo escassos os estudos de calibração de Nitrogênio (N) nas cultivares Vitis vinífera, como a cultivar Chardonnay. As diversidades de solos contidos na Serra Gaúcha requerem estudos para que possam ser feitas as recomendações de adubação nitrogenada em doses adequadas a cultivar, com o intuito de aumentar de produtividade e qualidade da baga. O índice SPAD (Soil Plant Analysis Development) pode ser um auxílio na definição rápida do estado nutricional em N, pelo fato de haver correlação significativa entre a intensidade de cor verde e o teor de clorofila, associado com a concentração de N na folha da videira. Este recurso pode rapidamente auxiliar o viticultor em tomar a decisão ou não de aplicar o N na videira. O trabalho tem como objetivo avaliar a resposta à adubação nitrogenada de videiras Chardonnay em um Cambissolo da Serra Gaúcha. O experimento foi realizado na estação experimental Tuiuty, do Instituto Federal do Rio Grande do Sul, Campus Bento Gonçalves. Foi utilizado um vinhedo de Chardonnay, submetido a aplicação de 4 doses de fertilizante nitrogenado: tratamento 1, ausência de adubação com N, tratamento 2, ½ dose de N recomendada pela CQFS (2016), tratamento 3, dose de N recomendada pela CQFS (2016), tratamento 4, duas vezes a dose de N recomendada pela CQFS (2016). O experimento foi realizado em blocos ao acaso com 4 repetições por fator. O nitrogênio foi aplicado na forma de ureia, segundo a época indica pela CQFS (2016). Foram realizadas análises de solo a fim de verificar a homogeneidade nas condições químicas antes da instalação do experimento. Foram realizadas coletas de folhas em pleno florescimento, no período chumbinho e na mudança da cor das bagas, bem como avaliado o índice SPAD, que poderá ser correlacionado com a aplicação ou não de N, e o teor total de N na folha completa. Ao final do experimento foi realizada a avaliação da produção de uva por planta e por hectare, do tamanho, número, peso de bagas. Os resultados obtidos demonstram que não ocorreram diferenças significativas entre as avaliações de produção, número e tamanho de bagas e número de cachos nas parcelas com e sem aplicação de adubação nitrogenada. Plantas sem aplicação de N obtiveram produção, número de cachos e de bagas maior na ausência de aplicação de adubo nitrogenado, quando comparadas com a dose máxima de N aplicada. Apenas o peso de baga houve aumento na dose máxima de N aplicado. Até o momento não foi correlacionado o índice SPAD com a aplicação de N.

Texto completo: PDF