Portal de Eventos do IFRS, Mostra Técnico-Científica 2018 - Campus Bento Gonçalves

Tamanho da fonte: 
Implantação de um campo agrostológico na estação experimental do IFRS – Campus Bento Gonçalves
Gabriel Augusto Kunrath

Última alteração: 04-02-2019

Resumo


A utilização de forrageiras como pastagem é a forma mais tradicional e barata de alimentaçãode animais com hábito de pastoreio. Porém, os produtores de animais não costumamdiversificar a implantação de forrageiras, usando sempre as mais conhecidas. Existemdiversas espécies que podem ser utilizadas como forrageiras no Rio Grande do Sul. Oconhecimento destas espécies pelos profissionais da área agrícola é muito importante econtribui para a formação profissional. Poder identificar as diferentes espécies e conhecerseus métodos de propagação é muito interessante para o estudante do curso técnico emagropecuária. Este projeto de ensino está sendo realizado com o objetivo de ampliar oconhecimento prático dos alunos na identificação das espécies de forrageiras. Além deproporcionar o acompanhamento do desenvolvimento vegetativo de diferentes espécies e osmétodos de implantação de pastagens. Inicialmente o campo agrostológico seria implantadona estação experimental, mas como havia disponibilidade de área dentro do Campus optousepor este último para facilitar os tratos culturais e até mesmo pela proximidade pararealização das aulas práticas. Foram confeccionados 6 (seis) canteiros de 40 (quarenta)metros de comprimento por 1(um) metro de largura na área que foi disponibilizada no Campus- Bento Gonçalves. A preparação dos canteiros foi feita por equipamentos tratorizadosrealizados pelos funcionários do IFRS, mas a semeadura foi feita manualmente à lanço pelosalunos bolsistas deste projeto. Foram realizadas semeaduras de diversas espécies de invernoutilizadas no Rio Grande do Sul, com comportamentos e características diferentes. Assementes foram doadas pela EMBRAPA. No dia 06 de agosto de 2018 foram semeadas asprimeiras espécies de forrageiras: Triticale- BRS Saturno, Aveia- BRS Madrugada, Aveia URSF Flete, Azevém BRS Integração, Azevém BRS Ponteio, Trigo BRS Tarumã, Centeio BRSSerrano, Cornichão BRS Posteiro, Trevo Vesiculoso BRS Piquete, Trevo Persa BRSResteveiro e Trigo BRS Pastoreio. As espécies cultivadas até o momento são gramíneas eleguminosas de inverno e estão no período inicial de desenvolvimento, a partir da primaverao objetivo será de implantar outras espécies forrageiras de verão, através da propagação demudas e da semeadura. Mas esta implantação acontecerá assim que o clima estiver propícioe o solo com temperatura adequada. O campo agrostológico será utilizado nas disciplinasrelacionadas a produção de pastagens e forragicultura do curso técnico em agropecuáriaintegrado a partir do momento de atingirem tamanho adequado. As forrageiras tambémpoderão ser utilizadas em outras disciplinas para aulas práticas ou mini-cursos e demaisatividades de ensino.

Texto completo: PDF