Portal de Eventos do IFRS, Mostra Técnico-Científica 2018 - Campus Bento Gonçalves

Tamanho da fonte: 
A Felicidade e sua Relação com a Economia e a Ética: um estudo de caso no campus Bento Gonçalves do IFRS
Cláudia Tatiane Dumerchi Kuczkowski

Última alteração: 01-02-2019

Resumo


O escritor brasileiro Eduardo Gianetti declara em seu livro “Felicidade” que qualquer que seja o propósito último da existência humana de um ponto de vista cósmico, uma coisa é certa: o propósito terreno das pessoas de carne e osso em qualquer lugar do planeta é alcançar a felicidade e fazer o melhor de que são capazes de suas vidas. Felicidade, portanto, importa, pois está diretamente relacionada à vida que as pessoas levam e como elas se sentem. Este tema tem sido estudado desde a antiguidade pelos filósofos gregos. Na atualidade passou a ser assunto também de outras áreas do conhecimento humano como a Psicologia Positiva, a Neurociência, a Economia, dentre outras. Entretanto, ainda há muitas perguntas sobre a Felicidade. Uma delas, que tem sido motivo de estudos recentes, é: quais são os fatores que mais influenciam o bem-estar subjetivo – utilizado aqui como sinônimo de felicidade – dos indivíduos? A filosofia discute e aprofunda esta questão. A economia, por sua vez, procura mensurar o que torna as pessoas felizes. Diversos estudos recentes têm tido como foco entender a relação entre felicidade e outros atributos da vida, bem como analisar tal temática em determinado ambiente, cultura, região etc. Alguns poucos estudos tem se referido à vida acadêmica ou escolar, o que abre espaço para pesquisas a respeito. Nesse sentido, este trabalho possui dois objetivos. Primeiro, intenciona fazer uma revisão bibliográfica sobre a discussão em torno do tema felicidade e sobre as pesquisas que analisam as fontes de felicidade das pessoas. Em segundo lugar, procura avaliar os determinantes da felicidade dos estudantes do campus Bento Gonçalves do IFRS. Para isso, os dados serão obtidos através de questionário aplicado aos alunos do ensino médio técnico. Tal questionário será fundamentado a partir de uma ampla revisão bibliográfica sobre o tema. Já o método utilizado basear-se-á em uma Regressão por Mínimos Quadrados Ordinários. Espera-se que os resultados possam contribuir no debate sobre o tema Felicidade, sendo este relacionado ao ambiente da sala de aula e da escola, bem como das relações que ali se estabelecem e das condições e características dos estudantes. Através dos resultados, será possível compreender os aspectos determinantes da felicidade dos alunos/as, de modo que políticas escolares possam ser adotadas para aumentar o bem-estar deles/as. Ademais, tal discussão pode levar a outra – que não é tema deste estudo, mas que serve de sugestão para pesquisas futuras: se um maior bem-estar subjetivo dos estudantes possibilita maior aprendizado e melhores notas.

Texto completo: PDF