Portal de Eventos do IFRS, 3ª Mostra de Ensino, Pesquisa e Extensão do Campus Alvorada

Tamanho da fonte: 
Oficina de Criação da Boneca Abayomi
Marleide Ferreira, Andre Phylippe Dantas Barros, Maria Bernadete Cardoso

##manager.scheduler.building##: Campus Alvorada
##manager.scheduler.room##: Auditório
Data: 17-10-2018 10:00  – 11:30
Última alteração: 10-10-2018

Resumo


A Boneca Abayomi é símbolo de força, resistência e poder feminino, contribui para o fortalecimento dos afrodescendentes, para eliminação do racismo e para a divulgação da cultura afro-brasileira. Para acalentar seus filhos durante as terríveis viagens a bordo dos navios que realizavam o transporte de escravos(as) entre a África e o Brasil, as mães africanas rasgavam retalhos de suas saias e a partir deles criavam pequenas bonecas que serviam de amuleto de proteção. Estas bonecas são confeccionadas com tiras de tecidos preto, suas vestes e turbantes com tecidos coloridos, não é usada cola, linhas ou agulhas, apenas com nós ou tranças. A palavra Abayomi do Iorubá, significa aquele que traz "felicidade e alegria” (Geledés, 2015).

A oficina junto com a discussão sobre a história de sofrimento da população negra, racismo e desigualdades, faz com que sua função terapêutica auxilie na sensibilização dos participantes sobre os assuntos discutidos. Geralmente quem aprende logo ensina a um outro alguém e cada boneca construída desperta a vontade de fazer mais e mais bonecas.

Os primeiros passos para realização da oficina são a organização do espaço e o passo a passo em uma “Boneca Viva”, onde peço a colaboração de uma participante e a visto de boneca. Durante as atividades os participantes aprendem a confeccionar a Boneca Abayomi, enquanto isso conhecem sua história.

A oficina acontece em local organizado, onde os materiais e instrumentos (tecidos, alfinetes, tesouras e folhetinhos com a história) ficam no centro do círculo e os participantes em volta destes, são usados materiais reaproveitáveis (roupas usadas). Para a confecção das bonecas são usadas quatro tiras de tecido preto, um círculo de tecido colorido ou estampado para o vestido, cinto e turbantes com tecidos coloridos. Não são usados cola, costura, linhas ou agulhas, são feitos apenas nós. As oficinas são gratuitas e ao final, os participantes levam suas bonecas criadas.

Para que a oficina aconteça é necessário um local com mesa, para que os participantes possam ficar em volta desta e os matérias no centro, ficando acessível para todos. O tempo máximo é de 20 minutos e uma média de 10 a 15 participantes por vez. Se necessário posso ministrar durante um período (manhã ou tarde).

 


Palavras-chave


Boneca Abayomi; Racismo; Cultura afro-brasileira