Portal de Eventos do IFRS, III Mostra de Ensino, Pesquisa e Extensão - III MEPE

Tamanho da fonte: 
Monitoria de alunos por pares na disciplina de fundamentos de matemática
Marcos Marcelo Levandovski, Larissa Brandelli Bucco, Jorge Nazareno Batista Melo

Última alteração: 10-11-2019

Resumo


A matemática está presente em inúmeras situações do cotidiano das pessoas, auxiliando o homem a resolver problemas. No entanto, mesmo sendo reconhecida sua importância para a vida e para o trabalho, ela ainda é vista por muitos como um conjunto de conhecimentos de difícil compreensão. Observa-se assim o grande número de estudantes com dificuldade de aprendizagem nessa área, ao mesmo tempo em que sobressaem-se aqueles que no processo de ensino-aprendizagem, apresentam bom desempenho, demonstrando certa facilidade com os conteúdos. Essas constatações conduzem ao seguinte problema: como utilizar as diferenças das potencialidades dos estudantes buscando fortalecer relações sociais e promover a aprendizagem e a melhoria no desempenho acadêmico? A partir disso, definiu-se o seguinte objetivo: implementar uma monitoria de alunos por pares como metodologia de ensino-aprendizagem no componente curricular de Fundamentos da Matemática do curso TPG do Campus Veranópolis do IFRS. As atividades de monitoria tiveram início em maio de 2019 e foram desenvolvidas ao longo do primeiro semestre letivo deste ano. Ao longo desse período o monitor pôde aprimorar os seus próprios conhecimentos em matemática, adotando-se como metodologia de trabalho a resolução de listas de exercícios repassadas pelo professor orientador, sendo estas as mesmas trabalhadas pelos estudantes do respectivo componente curricular, além da indicação de livros de apoio, para que o monitor tivesse um suporte teórico para o desenvolvimento de suas explicações aos colegas que o procuraram. Como resultado dos meses em que se desenvolveram as atividades de monitoria, foi possível identificar os benefícios trazidos por este projeto àqueles que procuraram o atendimento do monitor. Destaca-se que a maior parte dos atendimentos prestados foi direcionada a estudantes do curso TADS, o qual não era objeto direto desta monitoria, o que leva à constatação da maior dificuldade enfrentada: convencer os estudantes a procurarem ajuda e confiarem no trabalho do monitor.