Portal de Eventos do IFRS, III Mostra de Ensino, Pesquisa e Extensão - III MEPE

Tamanho da fonte: 
Desenvolvimento de aplicação para a determinação direta não destrutiva de área foliar em videiras
Cassandro Davi Emer, Roger Sá da Silva

Última alteração: 10-11-2019

Resumo


A determinação da área foliar das plantas é de interesse em diferentes setores de pesquisa agronômica. No caso da cultura da videira, a característica de irregularidade das bordas das folhas, além da alta variação morfológica entre as diversas cultivares, dificulta o emprego de métodos matemáticos generalistas de estimativa de área foliar. Além disso, a vinha tende a adaptar-se a diferentes tipos de manejos e condições edafoclimáticas alterando o calibre das folhas, o que torna ainda mais difícil o processo de estimativa. A área foliar pode ser ponderada por métodos destrutivos, que consistem na retirada de partes da planta, e métodos não destrutivos, que podem ser divididos em indiretos e diretos. O objetivo deste trabalho foi o desenvolvimento de uma aplicação Java com a biblioteca OpenCV para a determinação de área foliar de modo não destrutivo e direto, utilizando fotografias folha a folha, a fim de quantificar a área foliar por sarmento. Buscou-se, na implementação da solução, observar a área foliar com atividade fotossintética atenuada, seja por problemas de fitossanidade, avaria ou processo de senescência. O resultado da abordagem pode servir de base, aliado a dados de fase fenológica, para a obtenção de modelos de regressão precisos para a estimativa da área foliar em função de medidas de folhas basais para uma cultivar específica dentro de uma região. Pode servir, ainda, para a validação ou determinação de constante de correção de outras técnicas de estimativa indireta. Com o emprego de material de baixo custo e da aplicação construída, foi possível precisar a área foliar com método não destrutivo.