Portal de Eventos do IFRS, I Mostra de Ensino, Pesquisa e Extensão do Campus Avançado Veranópolis - I MEPE

Tamanho da fonte: 
Sistema de controle de gotejamento utilizando Arduino
Alexandra Campganaro Francio, Jhoni Alan Zaccaria, Everton Tessari, Paulo Villa

Última alteração: 12-11-2017

Resumo


O uso da tecnologia de informação se faz cada vez mais presente na área agropecuária, os estudos buscam, também, aumentar a produtividade das plantações e recursos que garantem o sustento dos agricultores.A ideia principal deste trabalho foi pesquisar e compreender os conceitos de sistema de irrigação, entender a plataforma Arduíno, e o uso de sensores para o monitoramento das grandezas físicas e os estados da natureza. Para unir os conceitos estudados na disciplina de Tópicos Especiais Em Informática visamos desenvolver um sistema de irrigação automatizado utilizando a plataforma Arduino como sistema de automação. Utilizando as tecnologias estudadas, foi realizado o projeto de sistema de irrigação, de forma com que os sensores coletam as informações do solo que em seguida são enviadas ao Arduíno, que controla uma bomba responsável por irrigar o solo; o qual é monitorado pelo sensor.O objetivo principal é desenvolver um sistema de irrigação automatizado que possa monitorar e controlar a umidade de estufas agrícolas com o sistema Arduíno, podendo oferecer ao usuário dados de monitoramento e automatizar as tarefas. Além disso, espera-se obter o entendimento da estrutura, modos de aplicação, benefícios, funcionamento e uso desta tecnologia com sistemas de irrigações e sensores.Para realização do projeto utilizamos a placa de desenvolvimento Arduíno Uno, um sensor de umidade, um relé, uma bomba hidráulica, mangueiras, uma mini plantação e um reservatório de água.Como resultado obtivemos a aplicação artificial de água no solo, em quantidades adequadas às plantas, mantendo a umidade necessária ao desenvolvimento das plantas cultivadas. A irrigação garante uma melhor produção pois mantém a terra nos níveis adequados de umidade. Um ponto fraco é a necessidade de ter sempre uma disponibilidade hídrica.Concluímos que é possível observar a precisão do sensor e a eficiência do Arduíno como controlador para essa aplicação. Como trabalhos futuros, diante do que foi testado, com a utilização de mais sensores é possível fazer uma média da umidade de toda área monitorada, a criação de uma central de controle para que a placa não fique exposta ao sol e a chuva, e o uso de uma bomba hidráulica que possa fornecer água de forma uniforme para toda a área a ser irrigada. É possível que este sistema possa ser implementado em estufas, jardins, dentre outras possíveis aplicações de cultivo.